Animais em extinção e o que nós fazemos para ajuda? Nada

A super população do mundo crescendo a cada dia mais, com isso vão precisando ainda mais de mais espaço na terra e na água!  Com os animais vão cada dia mais tendo dificuldades de viver e isso vai levando casa vez mais espécies raras a extinção.

Se fizermos um comparação com cerca de 100 anos atras onde a caça era permitida, a maioria das pessoas viviam de da caça e da pesca e mesmo assim os animais não estava em extinção, hoje nos dias atuais existem leis que proíbe a caça e também a pesca em determinados lugares e os animais estão sumindo.

Mais se da porque ? Com crescimento da população novos espaço são colonizados para criação de novas cidades, vilas e povoados, novos terrenos são ocupados por grandes industrias, no mar tantos e tantos meios de transportes tipo transatlânticos, cargueiros e outros trafegam pelos os oceanos todos dias e querendo ou não sempre deixando restos de rejeitos nos oceanos, as praias onde centenas de milhares de pessoas vão se divertir e deixando ali lixos e mais lixos que são levados para os oceanos e muitas das vezes são consumidos pelos os animais aquáticos e sempre levando-os a morte.

É difícil argumentar com o fato de que a humanidade está tendo um impacto dramático – e terrível – no reino animal. Indústria, poluição, agricultura, desmatamento, viagens aéreas e habitats decrescentes estão conspirando para dificultar a sobrevivência de milhares de espécies, e muito menos florescer. E essa verdade se estende a todos os cantos do mundo, seja floresta, montanha, recife, oceano, cidade ou savana.

A tartaruga-de-pente é apenas uma das mais de 27.000 espécies listadas como ameaçadas de extinção e em declínio na população ... [+] na lista vermelha da IUCN.

A Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) é a principal fonte de informações do mundo sobre o status global de conservação de espécies de animais, fungos e plantas desde 1964. Atualmente, lista 27 mil espécies em risco de extinção. ainda mais espantosos 27% de todas as espécies que conhecemos atualmente. Isso significa que mais de um quarto de todas as espécies estão ameaçadas de seguir o caminho do dodô.

Por espécies, a IUCN detalha 40% de todos os anfíbios em risco, seguidos por 34% de coníferas, 33% de corais de recifes, 31% de tubarões e raias, 27% de crustáceos, 25% de mamíferos e 14% de pássaros.

40% de todos os anfíbios estão em risco, incluindo o sapo de árvore de perna de tigre.

Vou avisá-lo agora, é uma leitura deprimente. Mas se você é um amante da vida selvagem interessado em conservação e preservação, ajudando ativamente a conter a maré, ou apenas deseja marcar um animal da lista de caçambas antes que ele se torne muito protegido ou muito raro, essa classificação dos dez principais países em risco de extinção pode ajudar você decide onde visitar a seguir.

O desmatamento contínuo e excessivo do México o levou ao topo da lista de espécies ameaçadas ... [+].

O primeiro lugar que ninguém quer é o México, com 665 espécies ameaçadas. Dividido, inclui 71 espécies de aves, 96 mamíferos, 98 répteis, 181 peixes e 219 anfíbios. Isso se deve em grande parte ao enorme programa de desmatamento que o México iniciou (possui uma das maiores taxas de desmatamento do mundo ) para acomodar terras agrícolas que podem atender às crescentes demandas alimentares. Estima-se que o país precisará dobrar sua produção de alimentos até 2050 para acompanhar a crescente população.

A vida selvagem extraordinariamente abundante e diversificada da Indonésia é particularmente frágil graças à quantidade mínima de terra [...] do país.

A Indonésia ocupa o segundo lugar com 583 espécies ameaçadas de extinção, mas tem o maior número de mamíferos ameaçados de extinção, com 191 espécies listadas e o segundo maior número de aves ameaçadas de extinção, com 160 listadas. Particularmente catastrófica, a Indonésia ocupa apenas 1% da massa terrestre do mundo, mas 12% das espécies de mamíferos conhecidas no mundo e 17% das espécies de aves são indígenas – um nível de biodiversidade compatível com poucos outros países que a torna imensamente suscetível às menores mudanças climáticas.

Dos continentes talvez não seja surpreendente que a Ásia seja o lar das espécies mais ameaçadas, com 3.330 em risco em 10 países.

Infelizmente, os EUA também aparecem entre os dez primeiros, ocupando o sexto lugar. Apesar de seu robusto (se em risco sob a atual governança) programa de conservação da vida selvagem, ainda é o lar de 475 espécies na lista de espécies ameaçadas.

A enorme indústria de pesca comercial da América é um fator importante para ocupar o primeiro lugar no número ... [+] de espécies de peixes ameaçadas de extinção.

Isso se deve principalmente ao número de peixes ameaçados de extinção, onde é o número mais global em 251 espécies. Observe os números e logo verá o porquê – os EUA têm a quinta maior colheita pesqueira do mundo, com mais de cinco milhões capturados anualmente. É o quarto maior exportador de peixes e frutos do mar do mundo, faturando mais de US $ 5 bilhões por ano. Claramente, esse tipo de nível não é sustentável.

O fato é nós estamos sempre acabando com os animais e nem é para para um bem maior! Se fosse pelo menos como os antigos onde a caça era para se alimentar e não por esporte, hoje em dia as pessoas caçam os animais e matam por esporte.

Não podemos mais aceita isso devemos nos concientizar  e preservar mais ainda a natural porque se não vamos acabar com o nosso planeta e principalmente os animais que não tem nada a ver com nossos problemas.

Compartilhar

Leave comment

Your email address will not be published. Required fields are marked with *.